IoT: Internet of Things

O que é IoT?  

Você já imaginou ter na sua casa eletrodomésticos, lâmpadas, baba-eletrônica, ar-condicionado (…) tudo conectado à internet, automatizando sua rotina? Antigamente, isso pareceria coisa dos Jetsons (aquele desenho futurista de 1962!). Mas agora, com a IoT, tudo isso passou a ser possível. Internet of Things, ou Internet das Coisas em tradução literal, refere-se a uma revolução tecnológica que acontece nos últimos anos e tem como objetivo conectar itens usados no dia a dia à rede mundial de computadores. A IoT descreve a rede de objetos incorporados à diversas tecnologias com o objetivo de trocar dados com outros dispositivos e sistemas. Esses que podem ser desde objetos domésticos comuns, carros, maçanetas até ferramentas industriais da mais alta tecnologia. Os especialistas esperam, pelo menos, 22 bilhões de dispositivos IoT conectados até o próximo ano.  

Por que essa tecnologia é importante?  

Agora que podemos conectar diversos objetos à internet por meio de dispositivos incorporados, é possível uma comunicação perfeita entre pessoas, processos etc. E no atual momento que vivemos isso é fundamental, não só por conta de uma geração hiper conectada, mas porque diante da pandemia a internet foi quem fez as pessoas estarem presentes umas na vida das outras. O mundo físico se uniu ao digital, e hoje eles vivem fundidos.  

O que tornou a IoT possível?  

Embora a ideia da Internet das Coisas já seja antiga, nesses últimos anos avanços tornaram-na prática e possível. São alguns desses:  

Conectividade  

Protocolos de rede para internet facilitaram a conexão de sensores à nuvem para transferência eficiente de dados 

 Computação em nuvem  

O aumento de plataformas de computação em nuvem permitiu que empresas e consumidores acessassem infraestruturas que precisam para aumentar a escala sem precisar gerenciar tudo. 

 Inteligência artificial 

 Os avanços trouxeram o processamento de linguagem natural aos dispositivos de IoT (Alexa e Síri, por exemplo), e os tornaram acessíveis e viáveis para uso doméstico e pessoal.  

IoT e 5G  

Num futuro próximo, espera-se que trilhões de equipamentos estejam conectados no mundo inteiro, enviando e recebendo milhares de dados o tempo todo. Para dar conta de tudo isso, as redes de acesso à internet precisam estar preparadas. A chegada do 5G tende a fazer com que ainda mais equipamentos possam aproveitar os recursos fornecidos pela banda larga. Uma antena qualquer, por exemplo, aguenta mil pessoas falando ao mesmo tempo. Já uma antena 5G aguentaria 1.000.000. Serão muitos dispositivos se comunicando ao mesmo tempo, chamamos isso de ‘Comunicação Massiva’.  

O mundo está mudando!  

É fato que a IoT está reinventando o mundo, os carros por exemplo, agora seus proprietários conseguem comandar os mesmos a distância! Um dos maiores destaques da IoT no mundo automotivo é a manutenção preventiva por meio de telemetria. Sensores no veículo enviam sinais para uma central que identifica possíveis problemas por meio leitura de dados. Essa central informa o gestor de logística ou até mesmo o próprio motorista quando existe a necessidade de manutenção ou qualquer outro reparo necessário. Qualquer defeito apresentado que possa representar algum risco será devidamente informado.  

IoT em todos os lugares 

Medidores de água e gás 

Medidores de água e gás já fazem parte de projetos personalizados de instalações de sistemas de medição e monitoração individual em edifícios. No caso da água, isso automatiza as leituras mensais. 

Falando em medidores de gás, existe no mercado um medidor com tecnologia telemetria avançada, que tem a função de realizar a leitura remotamente, com exatidão e individualmente. Algumas de suas funcionalidades são: 

Enviar informações: as informações obtidas por ele são enviadas com exatidão, juntamente ao consumo, registros de alarmes e qualquer outro evento ocorrido. 

Eletroválvula: Se acionada remotamente, poderá parar o fornecimento do gás. 

Equipamento para monitorar plantações em tempo real com a ajuda de satélites 

IoT em sua forma mais imprevisível, está também no campo! Em 2020, foi desenvolvido um aparelho capaz de monitorar o crescimento da safra possibilitando a previsão do rendimento da colheita, comparando com até cinco safras anteriores! Ele analisa também a saúde da vegetação, umidade da superfície, teor de clorofila nas folhas etc. 

Em tese, a IoT, pode ser qualquer equipamento que se conecte à internet, mas na verdade, é qualquer coisa que facilite o dia a dia, seja de empresas, famílias ou cidades. Não podemos olhar para a internet das coisas como uma tecnologia única e imutável. Há um conjunto de fatores que determina como esse conceito é constituído, e aí entram quatro componentes combinados para a aplicação IoT existir: dispositivos, redes de comunicação, sistemas de controle e a praticidade do dia a dia.